O Passado

Passado by Oliveira.rPassado, a photo by Oliveira.r on Flickr.

Desejo ser o meu próprio passado,
Um vulto do que fui.
Indigente a contar moedas de avareza.
Pedras geladas de uma rua vazia.

Sei a razão disso tudo.
É meu segredo, meu único.

Mas nada dura para sempre,
Nem mesmo estas palavras.
Assim deixo aqui meus pertences.
Minha insolente carcaça.

Ponta negra de uma pena
Cujo nanquim insiste em secar.

por Rafael de Oliveira

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s